Skip to content

Que palavra te vem a mente ao pensar num Fórum de Mobilidade Urbana? 2ª Reunião do Fórum

outubro 10, 2011

Atividade feita na 2ª Reunião do Fórum de Mobilidade Urbana do DF para definição de seus princípios orientadores. (+ fotos aqui)

E aqui a redação provisória dos princípios:

O Direito à Mobilidade Urbana é fundamental para as cidades, para seus habitantes poderem usufruir do espaço urbano com qualidade de vida, segurança, autonomia, liberdade e dignidade. Considerando isso, os princípios orientadores do Fórum de Mobilidade Urbana do DF são:

1.      Em qualquer hora do dia ou da noite, as ruas devem ser o espaço para vivência da cidade, permitindo sua apropriação por parte de pedestres, ambulantes, ciclistas, crianças, deficientes, idosos, moradores de rua, mulheres, skatistas, etc.

2.      As políticas de mobilidade urbana devem buscar a redução do uso de combustíveis fósseis, por meio do estímulo ao transporte sobre trilhos, ônibus elétricos, bicicletas e via pedestre, com controle sobre as emissões de gases que contribuem para o efeito estufa.

3.      As políticas de mobilidade devem se integrar com o planejamento urbano das cidades, possibilitando o uso misto dos espaços para diminuir as distâncias percorridas nos deslocamentos da população.

4.      Deve-se trabalhar para tornar o uso do transporte coletivo mais FACIL (seguro, cômodo, barato, eficiente, etc) que o uso do carro, pois o direito de ir e vir deve priorizar o Transporte Coletivo e não motorizado em relação ao transporte individual.

5.      As velocidades das vias devem ser reduzidas para proporcionar o uso compartilhado e seguro de todos os modos de transporte.

6.      A Política de Mobilidade deve possuir instâncias populares em sua gestão, com a participação de usuários e trabalhadores da área.

7.      A cobrança de tarifa para o transporte público coletivo segrega e exclui.

8.      Lógica de financiamento para políticas de mobilidade deve ser alterada: deve-se sair da lógica de “paga quem usa” para “paga quem se beneficia”.

9.      Mobilidade Urbana é um direito que deve servir às pessoas, e não deve ser reduzido a uma mercadoria que serve para a obtenção de lucro

10. Benefícios, subsídios e renúncia fiscal para empresas de transporte coletivo não são alternativas para melhorar a mobilidade de uma cidade, pois precarizam o serviço e acabam por destinar recursos públicos para o financiamento do lucro de empresas privadas.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: